terça-feira, maio 02, 2006

A todas as praias da nossa vida


(à minha ilha de faro)

Tarde quente tanto quanto a pele
Suspiro todo o mar que vejo
Este agora que quero eterno
Sempre revisitado, é meu
Distante d’um só Inverno

Menina praia, meu abraço
Preguiça velha, arrepio
Oiço a música tocada, rio
Amigos, meu compasso

Já vou embora, e quero?
Cada distância percorrida
Menos uma voz, menos uma guitarra
“Fica calma, fica fria”

2 comentários:

tuBo em cima disse...

é bom termos sitios que nos fazem voltar às lembranças...

christine disse...

é como os bons amigos... mesmo que longe, sempre perto demais.